Compartilhe!

No próximo dia 24 de novembro, acontece oficialmente a Black Friday, a sexta-feira conhecida pelas grandes ofertas.

Apesar de novembro ser considerado o mês dos descontos, quem pretende economizar adquirindo produtos na sexta-feira negra  não pode se esquecer que nossa carga tributária inserida no consumo é bastante alta. Os tributos embutidos nos preços dos produtos estará presente em todos os produtos adquiridos nessa ultra promoção, segundo constatou o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação- IBPT.

De olho nesta data, o IBPT realizou um levantamento dos tributos que incidem sobre os produtos mais procurados nesta época do ano e verificou que os itens mais buscados na Black Friday são os eletrônicos e os eletrodomésticos, que coincidentemente são também os mais tributados na escala de produtos. Por exemplo, o jogo de videogame,  tem nada menos que 72,18% do seu valor em tributos. Seguido do popular smartphone, onde 68,76% do preço incidente sobre o item vão diretamente para os cofres público.

Outros produtos eletrônicos também possuem uma alta carga tributária, como por exemplo, o televisor, cerca de 45% são encargos; o tablete importado, em média 48% de tributos; e a máquina fotográfica 48,21% do valor do item tem destino certo.

Ainda temos,  a máquina de lavar roupas com 42,56% de tributos; o fogão pequeno 41,22%; e a geladeira: 46,21%.

O  presidente do IBPT, João Eloi Olenike reflete que muitos consumidores aproveitam esta época do ano para adiantar  suas compras de natal. “Os brasileiros devem ficar atentos ao fazer  suas  aquisições, uma vez que  os itens ofertados já constam os tributos embutidos nos  preços dos produtos. Infelizmente não existe Black Friday dos tributos”,  alerta  Olenike.

Confira a tabela de produtos:

Sobre o IBPT: O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) teve sua origem no ano de 1992. Desde sua fundação, o IBPT se dedica ao estudo do complexo sistema tributário no país, sendo reconhecido pela adoção de uma linguagem clara e precisa à sociedade sobre a realidade tributária brasileira. O IBPT também lançou bases e fundamentos para viabilizar a lógica da transparência fiscal, promovendo conscientização tributária no entendimento sobre um Estado eficiente.

Fonte: 21/11 – Contabilidade na TV

Por De Léon Comunicações


Compartilhe!